Status Emporium – Transfers & Tours aposta na excelência em termos turísticos

Precisa de um transfer ou pretende realizar um tour? A solução existe e chama-se Status Emporium – Transfers & Tours, uma agência de viagens e de animação turística, que foi criada recentemente por Vera Oliveira e João Ruivo.

A Status Emporium – Transfers & Tours presta um serviço de excelência, dado que realiza, por exemplo, transfers do aeroporto, do porto de cruzeiros ou de qualquer outro local.

Os tours mais procurados são os que incluem pontos turísticos conhecidos, como é o caso de Sintra, Cascais, Fátima, Nazaré, Óbidos, Évora, Aveiro, entre outros. Mas, a Status Emporium – Transfers & Tours vai mais longe.

Uma das novidades da empresa passa por realizar passeios únicos, como é o caso do Wine Tour. Trata-se de um passeio que ocorre na região de Alenquer, uma vila deve ser conhecida a nível mundial. São visitados alguns locais especiais de Alenquer, nomeadamente a Câmara Municipal (palácio), Galeria do João Mário, Igreja Santa Quitéria de Meca, entre outros.

Mas, é no Enoturismo que é centralizado o Wine Tour. Os turistas têm oportunidade para conhecer a riqueza vinícola existente na zona. Neste tour também é possível visitar pelo menos duas Quintas, conhecer as suas histórias e provar os seus vinhos. É, efetivamente, uma experiência única e fantástica!

Os hotéis, os resorts e/ou os alojamentos locais, caso necessitem, podem entrar em contacto com a Status Emporium – Transfers & Tours. De imediato serão tomadas todas as diligências para que seja encontrada a solução perfeita para a necessidade sentida.

A missão da Status Emporium – Transfers & Tours passa por ter os parceiros certos para que os turistas que visitam Portugal possam ficar plenamente satisfeitos e com vontade de voltar.

Para breve, aStatus Emporium – Transfers & Tours está a desenvolver um tour especial, que está relacionado com a Estrada Nacional 2, a “Route 66 Portuguesa”. Esta estrada, que atravessa o país de Chaves e Faro, passa por locais pouco conhecidos, mas que vale bem a pena conhecer.

A Status Emporium – Transfers & Tours está ao seu dispor, basta entrar em contacto através dos seguintes contactos: www.statusemporium.comwww.facebook.com/statusemporium/ – Tlms.: + 351 919 777 021 / +351 919 777 052.

Sushi Fish: os melhores sabores japoneses estão no Oeste

Sushi Fish é fixe!

O Sushi Fish nasceu há cinco anos no Baleal. Desde a sua inauguração que a aposta tem sido extremamente forte na qualidade do peixe que é usado para ser preparado à boa maneira japonesa. É caso para dizer que “o Sushi Fish é fixe”. “As iguarias mais apetecíveis no Sushi Fish são o atum e os diversos peixes brancos que diariamente nos chegam da lota de Peniche”, garante Gonçalo Duarte, um dos responsáveis do Sushi Fish.

Travel4West (T4W) – Como surgiu a ideia de criar um restaurante dedicado ao consumo de sushi no Baleal?

GD – O SushiFish acaba de celebrar o seu quinto aniversário. Foi inaugurado em outubro de2013. Foram vários os motivos que levaram à criação do Sushi Fish. A localização foi um deles, o Baleal é um lugar concorrido em qualquer altura do ano. Outro foi a proximidade à lota de Peniche que nos garante a qualidade e frescura do peixe. E ainda a oportunidade, na altura, de abrir o primeirojaponês das redondezas.

T4W – Sushi é fish?

GD – O SushiFish é peixe muito fixe muito bem preparado à boa maneira japonesa! Sem dúvidaque para o comprovar tem de nos visitar!

Bela refeição


T4W – No Sushi Fish aliam a arte de cozinhar japonês com o melhor peixe português?

GD – Sim, sem dúvida. No Sushi Fish somos muito criteriosos com a escolha do peixe e é o melhor peixe do Atlântico que vem parar às mãos dos nossos sushimen que o transformam em magníficas peças de sushi e sashimi. Em especial o peixe branco (Robalo, Dourada, Pargo, Peixe Galo, entre outros) que é o motivo de orgulho danossa casa visto ser este o peixe português.

T4W – Qual é o conceito e características do Sushi Fish?

GD – Somos um pequeno restaurante focado em apresentar o melhor sushi da região. Fazemos gala em trabalhar com o melhor peixe e com os melhores profissionais. O nosso ambiente é descontraído e ao mesmo tempo intimista e trabalhamos para prestarum serviço atento e dedicado.

T4W – Quais são as iguarias mais apetecíveis para degustar no Sushi Fish?

GD – Da carta constam os costumeiros tártaros, temakis, tempuras, nigiris, gunkans e gyozas, bem como os combinados que misturam sushi e sashimi e os ainda muito apreciados ajitataki (carapau picado com pastade miso, gengibre ralado e cebolinho) ou usuzuruki de peixe branco (fatias finíssimas de peixe sobre gelo). Para acompanhar nada como um bom vinho português, a muito requisitada sangria de espumante ou um gin. Mas, sem dúvida, que as iguarias mais apetecíveis no Sushi Fish são o atum e os diversos peixes brancos que diariamente nos chegam da lota de Peniche.

T4W – O Sushi Fish, localizado no Baleal, é uma referência na zona Oeste de Portugal?

GD – Queremos acreditar que sim! A 15 minutos das Caldas da Rainha, Óbidos e Bombarral, às portas de Peniche e em pleno Baleal – que durante todo o ano é um dos mais concorridos spots de surf da Europa – o Sushi Fish tem à sua mercê um público tão diverso quanto exigente. Para estar à altura das expetativas de quem nosvisita, o restaurante não poupa em aspetos essenciais como a qualidade e frescura do peixe, a versatilidade dos sushimen, a simpatia e dedicação do staff. O Sushi Fish já está de pedra e cal nas preferências dos apreciadores de sushi da zona Oeste, até porque são várias as vezes que nos apelidam de “o melhor sushi do Oeste”, o que nos enchede orgulho e de responsabilidade – há que trabalhar para fazer justiça ao cognome!

Arquipélago das Berlengas: a pérola do Oeste

IMG_1348

O bom tempo já chegou e estão reunidas todas as condições para passar um ou mais dias no Arquipélago das Berlengas. Junte a família e/ou os amigos e rume até esta ilha magnífica que está situada na zona Oeste, mais propriamente a cerca de 6 milhas do Cabo Carvoeiro em Peniche.

Para ir até à ilha basta apanhar um dos barcos que realizam viagens turísticas até às Berlengas. Existem várias opções: barcos mais rápidos, cuja adrenalina é fantástica e barcos maiores que dão mais segurança para aqueles que não gostam de grandes agitações marítimas.

Depois de entrar no barco, bastam cerca de 30 minutos (média) para chegar até ao Arquipélago das Berlengas que é composto por três pequenas ilhas: Berlenga grande, Estelas e Farilhões.

IMG_1350

A Ilha da Berlenga ou Berlenga Grande divide-se em duas partes, quase totalmente separadas por uma falha sísmica que a norte deu origem ao chamado Carreiro dos Cações e a sul ao Carreiro do Mosteiro. A parte maior da ilha, chama-se Berlenga e representa mais de 2/3 da superfície total da ilha; a parte menor chama-se Ilha Velha. Possui 78,8 hectares de superfície, aproximadamente 1,5 km de comprimento, 0,8 km de largura e uma altura máxima de 85 metros. Aqui encontra-se o Farol Duque  de Bragança, o Forte de São João Baptista das Berlengas, a Praia do Carreiro do Mosteiro, restaurantes e parque de campismo.

Durante a sua estadia poderá realizar pequenos passeios de barco à volta da ilha. Através dos mesmos terá oportunidade para apreciar e deliciar-se com as grutas, com a paisagem, com a natureza e com a fauna e flora, para além das diversas espécies raras existentes.

IMG_1347

Mas, caso prefira, poderá partir à descoberta e realizar passeios pedestres pela própria ilha. Percorrerá cantos e recantos magníficos ao ponto de descobrir a verdadeira pérola do Oeste.

Antes de descansar um pouco na pequena praia do Arquipélago das Berlengas poderá ainda tomar uma bela refeição no restaurante existente na ilha ou se preferir também valerá a pena realizar caça submarina ou mergulho para descobrir as fabulosas profundezas das Berlengas.

De dezembro a março, a Ilha da Berlenga, considerada Reserva Mundial da Biosfera da UNESCO desde 30 de Junho de 2011, é apenas habitada pelos faroleiros e pelos vigilantes do ICNB.

IMG_1349

Aproveite para conhecer esta verdadeira pérola. A dica fica dada pela Travel4West!

Peniche: terra de pescadores

IMG_1140

A primavera já chegou e o verão está a aproximar-se a passos largos. Muitos são os portugueses e os estrangeiros que rumam até Peniche para descansar e desfrutar das enormes mais-valias que a cidade possui.

Muitas pessoas buscam boas praias, boa gastronomia, boas ondas e, acima de tudo, bom ambiente.

Nos últimos tempos, Peniche tem “andado nas bocas do mundo” pela qualidade das suas ondas para a prática de surf. Basta para isso dizer que nos últimos anos, a cidade tem acolhido uma das etapas do Campeonato Mundial de Surf (WSL), onde a elite do surf mundial tem apresentado o que melhor sabe fazer: surfar ao mais alto nível.

IMG_1136

No entanto, é de salientar e relembrar que Peniche é e sempre foi uma cidade de tradições sustentadas no mar e na pesca.

É conhecida como terra de pescadores. Diariamente, muitos são os barcos que deixam o porto de Peniche e rumam para a faina.

IMG_1142

Muitos são os pescadores que deixam as suas famílias e “entram” no mar para ir em busca de peixe que posteriormente é vendido um pouco por todo o país e estrangeiro. Eles são os verdadeiros mestres.

IMG_1139

Eles são os verdadeiros conquistadores. Eles são os verdadeiros heróis nos dias de tempestade. Eles arriscam a vida para fornecer o melhor pescado aos portugueses. Eles são os pescadores de Peniche.

IMG_1141

A Travel4West, de forma simples e singela, presta assim homenagem aos pescadores de Peniche, os homens que andam no mar mas que definem algumas das grandes características da própria terra.

Grandes heróis: muito obrigada!

IMG_1137

Óbidos: Bombom mais caro do mundo custa mais de 7 mil euros

IMG_0874

Sabia que …o bombom mais caro do mundo custa mais de 7 mil euros e vai estar em Óbidos nos dias 17 e 18 de março? É verdade!

Aproveite para ver o Glorious, ao vivo e a cores, durante o próximo fim-de-semana no Festival Internacional de Chocolate, que está a decorrer em Óbidos.

IMG_0873

A Travel4West chama a atenção para o facto de que o Glorious é produzido em Portugal, mais propriamente em Leiria, pelas mãos do mestre chocolateiro, Daniel M. Gomes, da Daniel´s Chocolate.

Este bombom único existente no mundo, que custa exatamente 7.728 euros, é revestido a puro ouro de 23 kilates.

Ao chocolate Valrhona negro equatorial juntam-se, no interior, filamentos de açafrão, trufa branca Perigord, óleo de trufa branca, baunilha de Madagáscar, flocos de ouro e um ingrediente secreto.

O Glorious terá uma edição limitada de apenas mil bombons.

IMG_0872

Diogo Amaro: jovem castiço alenquerense vira produtor de queijo

IMG_0536

A arte do pastoreio não está ligada apenas aos mais idosos. Exemplo disso mesmo, é o caso do Diogo Amaro, um jovem alenquerense que viu na Agricultura e no Pastoreio a sua forma de viver.

IMG_0537

O seu dia-a-dia é bem preenchido porque o todo seu tempo gira em torno dos seus animais que tanto estima: mais de 100 cabras.

O jovem Diogo acorda cedo e o seu dia começa com a ida das cabras em lactação para a sala de ordenha para, posteriormente, começar a ordenhar. Depois, prepara a coalhada. De seguida, com ajuda da avó materna começa a fazer o queijo de cabra. Normalmente, fica pronto à hora do almoço. A tarde é passada em pastoreio pela Serra de Montejunto. À noite faz a entrega dos queijos curados aos clientes.

IMG_9766

A Serra de Montejunto é a “sua casa”. É lá que se sente livre com os seus animais. É também lá que encontra energia para desenvolver o seu projeto que está relacionado com a construção de uma queijaria.

O seu espírito empreendedor está a motivá-lo cada vez mais e o jovem castiço está já a fazer os possíveis e os impossíveis para tornar o seu sonho em realidade.

IMG_9778

Neste preciso momento, aguarda apenas a conclusão de questões burocráticas para vir a ter aquela que será a primeira queijaria de Alenquer.

A Câmara Municipal de Alenquer, segundo Diogo Amaro, “está a ajudar a 100% em todos os aspetos”. Mas, neste momento, “quem quiser adquirir o meu queijo basta entrar em contacto comigo, dado que semanalmente, em média, são já produzidos cerca de 250 queijos de cabra”.

 IMG_9764

Diogo Amaro vive em prol do seu sonho e, ao mesmo tempo, é um jovem livre que vê na simplicidade a sua maior conquista. Vive em plena comunhão com a Natureza e as suas “cabras” são as suas maiores amigas.

queijo

Diariamente não enfrenta o trânsito nem a confusão da cidade porque a Serra de Montejunto é a varanda da Estremadura e é lá que Diogo Amaro se sente um homem feliz!

Foto Diogo Amaro

2018 está a chegar: Feliz Ano Novo!

Arvore Travel4West

2017 está a terminar e chegou o momento de fazer o balanço do mesmo e traçar novos objetivos para 2018.

relógio

2017 foi o ano do nascimento da Travel4West, um projeto que foi pensado e desenvolvido tendo por base as mais-valias de uma zona extremamente enriquecida do ponto de vista gastronómico, histórico e natural.

As características dos 12 concelhos que compõem a zona Oeste são únicas e extremamente valiosas a nível nacional e internacional. É caso para dizer que a zona Oeste “anda nas bocas do mundo” em diversas áreas, como é o caso, por exemplo, do surf e do vinho.

A Travel4West nasceu em julho e desde então tem percorrido um caminho pautado pela divulgação, objetividade e persistência.

Divulgação porque o grande objetivo é dar a conhecer a zona Oeste de Portugal;

Objetividade porque é preciso ser concreto e evidente sobre a revelação das mais-valias existentes;

Persistência porque este é um projeto pensado com carinho a uma zona fantástica e que não pode nem de ser esquecida. É preciso “lutar” pela maior divulgação hoje e sempre.

A Travel4West está ao seu dispor através do site www.travel4west.com, do facebook www.facebook.com/Travel4West, do Instragram @travel4West e do Twitter @Travel4West.

Em apenas seis meses, o site da Travel4West já foi visitado por cerca de 6.000 internautas. Neste momento, a página de facebook da Travel4West conta com 1.400 seguidores. No Instagram, a Travel4West também está a crescer e conta já com centena e meia de seguidores. No Twitter, a Travel4West também já está ligada ao mundo.

Os números são interessantes, mas as novidades continuaram a existir: em outubro foi lançada uma linha de roupa sportswear da Travel4West. Quem vive no Oeste ou gosta de passar férias no Oeste pode vestir Travel4West…vale a pena sentir na pele o Oeste!

brinde

O ano de 2017 termina com uma excelente notícia: é oficial, a Travel4West, neste momento, já está registada como marca nacional.

Para 2018, fica a promessa de continuação do trabalho efetuado até ao momento e estão a ser preparadas grandes surpresas que iremos revelar dentro em breve.

O Oeste com a Travel4West faz parte do mundo.

A todos os seguidores da Travel4West, o nosso muito obrigada!

Feliz Ano Novo a todos!

Até 2018….

festa